Otros servidores Arquero

Lifting de coxas

09_muslos109_muslos209_muslos309_muslos4

Dois pacientes submetidos a estiramento da parte interna das coxas ou dermolipectomia femoral (da coxa) e glútea. À esquerda: deformidade corporal com obesidade generalizada: submetida anteriormente a uma abdominoplastia. À direita: Paciente obesa que emagreceu 20 kg e apresenta flacidez bastante importante na parte interna das coxas. Realizamos um lifting ou dermolipectomia, cuja cicatriz fica escondida sob o pelo púbico e prega dos glúteos. Foi submetida, também, a um levantamento de seios (mastopexia com prótese).

O estiramento de coxas abrange tanto o lifting na parte interna quanto na externa ou região troncatérica.

O estiramento da parte interna das coxas consiste em eliminar o excesso de pele e gordura na face interna das coxas. Associado, muitas vezes, à lipoescultura pode, dependendo de sua magnitude, ser realizada sob anestesia local ou epidural. Requer internação de 24 horas na clinica e usar cinta elástica compressiva suave durante 15 dias. As massagens e pressoterapia ajudam bastante.

A dermolipectomia trocantérica é indica para reduzir o excesso de pele e gordura em casos de grandes deformidades nas coxas e glúteos, ou ainda, para estirar a face interna e externa da coxa. Atualmente, com o surgimento da lipoescultura é pouco indicada, embora produza excelentes resultados em determinados casos. É uma cirurgia maior, o que requer internação durante 3 ou 4 dias e anestesia epidural ou geral. No pós-operatório o paciente deve usar uma cinta elástica, feita sob medida, e evitar sentar-se durante 8 ou 10 dias. Também neste caso as massagens e pressoterapia são bastante eficazes. azul