Otros servidores Arquero

Lipoescultura

É uma técnica cirúrgica moderna e consiste em extrair gordura através de pequenas incisões utilizando uma cânula de ponta roma com orifícios na extremidade e acoplada a uma seringa e gerando um vácuo que aspira ou succiona o tecido adiposo.

09_lipoa09_lipob09_lipoc09_lipod

Conseguimos modelar o corpo mediante a técnica conhecida como lipoescultura. Sua finalidade não é emagrecer e sim eliminar o acúmulo de gordura, geralmente de origem genético. Na imagem acima podemos pode observar o esquema de aspiração de gordura.

A lipoescultura, embora pareça simples, é uma intervenção difícil, pois requer, além de sensibilidade artística, conhecimentos precisos sobre a morfologia e anatomia corporal. Atualmente, devido ao refinamento da técnica, lipoaspiração é concebida mais como uma lipoescultura. Comparada à técnica do escultor, que vai desbastando a madeira com seu formão, o cirurgião modela, de forma tridimensional, superfícies que não vê, posto que estão encobertas pela pele.

Embora no principio não fosse recomendada às pessoas obesas, hoje em dia é utilizada com freqüência, pois está comprovado que produz bons resultados nesse tipo de paciente. Não só pela retirada de gordura, mas também pelo estimulo e cambio metabólico que provoca uma diminuição na quantidade de gordura do organismo.

A lipoescultura não é solução para casos de flacidez ou excesso de pele, cujos casos requerem outro tipo de intervenção. Como tampouco elimina a tendência a engordar, é necessário manter certos cuidados com a alimentação.

Pode-se realizar lipoescultura praticamente em todas as partes do corpo: do rosto às pernas e braços, tanto como intervenção isolada quanto complementar a outras cirurgias, especialmente lifting cervicofacial e abdominoplastiaazul

bibliografia

  • Andrews JM. Fisiopatologia na lipoaspiracâo. Simpósio Brasileiro do Contorno Corporal, Sao Paulo, 1984:45.
  • Elbaz JS. Abdominoplastie a visee esthétique avec liposuccion premiere. Ann Chir Plast Esthét 1987; 32(2): 148-151.
  • Elbaz JS, Flageul G. In: Liposuccion et Chirurgie Plastique de I’Abdomen. Paris: Masson et Ed., 1989.
  • Ersek, A.R. – Suction – Assisted Lipectomy for corretion. 202 figure faults in 101 patients: indications, Limitations and applications. Plast Reconstr Surg, p. 615-624, 1986.
  • Faivre J. Chirurgie esthétique. Abdomen et liposuction. Paris: Maloine, 1986.
  • Fournier PF. In: Body Sculpturing. USA: Samuel Rolf International, 1978.
  • Illouz, YG. The origins of Lipolysis Lipoplasty. The Theory and practice of blunt suction Lipectomy. Boston Little, Brown, 1984, p.25-32.
  • Illouz YG. My Technique of lipolysis or selective lipectomy. Plast Reconstr Surg; 72:75.
  • Illouz YG. Une novelle technique pour les lipodystrophies localisees. Rev.Chir.Esthét.Langue Fr.1980; 6:19.
  • Illouz YG. Remodelage chirugical de la silhouette par lipolyse-aspiration ou lipectomie selective. Ann Chir Plast Esthét 1984; 29(2): 162-179.
  • Illouz YG. Body contouring by lipolysis: a 5-Year experience with over 3000 cases. Plast Reconstr Surg 1983; 72:591-597.
  • Kesselring UK, Meyer R. A suction curette for removal excessive local deposits of subcutáneous fat. Plast.Reconstr.Surg. 1978; 62:305.
  • Matsudo PKR, Toledo LS. Experience of injected fat grafting. Aesth. Plast. Surg. 1988; 12:35-38.
  • Petterson P, Van R, Karlsson M, Björntorp P. Adipocyte precursor cells in obese and non-obese humans. Metabolism 1985; 34: 808-812.
  • Weber PJ, Dzubow LM. A new more flexible mechanism and method of liposuction. J Dermatol Surg.Oncol 1988; 14:7.