CIRURGIA PLÁSTICA, ESTÉTICA E REPARADORA
Inicio. Cirugía plástica Contacto Dr. Arquero Perguntas freqüentes da Cirurgia Estética Buscar en cirugía plástica
Glosario de Cirugía plástica Versión en castellano English version

CIRURGIA DE REJUVENESCIMENTO FACIAL

   

Cirurgia dos lábios: Queiloplastia secundária

 
queiloplastia secundaria  queiloplastia secundaria
queiloplastia secundaria  queiloplastia secundaria
Fig. 6. Infiltração de implantes. Deformação exagerada no lábio superior, que não respondeu ao tratamento conservador (triancinolona); mediante uma incisão na parte interna da mucosa labial, procedemos a uma ressecção em cunha ao longo de todo lábio.

Em nosso consultório aparecem, cada vez mais, pacientes com problemas derivados de implante labial recente ou antigo.

Os implantes reabsorvíveis podem produzir deformidades mas estas são passageiras, já as alterações provocadas por implantes não reabsorvíveis, que são definitivos, são de difícil tratamento.

As complicações de caráter estético mais comuns são os granulomas, ou vultos, que se formam ao redor e formados pelo implante e tecido fibroso. Podem localizar-se em uma parte dos lábios, afetar um ou ambos lábios.

Os mais graves são os granulomas inflamatórios e as infecções, que podem causar deformações gravíssimas.

Outras alterações bastante freqüentes são as deformidades provocadas pela perda das formas ou volume exagerado dos lábios.

Vemos também muitas alterações referentes ao equilíbrio labial e assimetrias (o normal é que o lábio inferior esteja diante do superior e seja também um pouco mais fino).

É bastante difícil o tratamento das fibroses e excessos no tamanho, provocados pelas reações de caráter inflamatório, por isso são realizados em duas etapas. A primeira, com injeções intralesionais de corticóides, o acetonido de triancinolona (Trigon Depot®).

Segundo nosso protocolo, o tratamento dos granulomas com triancinolona (Fig.1 e 2) requer varias infiltrações, espaçadas, entre duas semanas e um mês. A concentração que utilizamos oscila entre 25% e 100%, dependendo da gravidade do processo. Quando este tratamento não é eficaz (depois de três ou quatro infiltrações), podemos recorrer à ressecção e sutura dos granulomas.

Não há nenhuma complicação quando os granulomas são muito pequenos, unicamente devemos considerar a direção das pregas dos lábios, a fim de que a cicatriz se adapte a eles. A ressecção vertical não é adequada para granulomas maiores, que afetam até um hemilábio, e devemos recorrer à ressecção horizonte (escondida no interior da mucosa) ou às ressecções mistas, combinando ressecções verticais e horizontais.

Nas que afetam todo lábio, tanto superior como inferior, realizamos a ressecção da fibrose em forma de cunha, compreendendo a mucosa em toda sua longitude e, adentrando-nos no interior do lábio, limpamos todo tecido alterado possível. Digo possível porque a ressecção deve ser suficientemente limitada e respeitar a circulação da pele e da mucosa pois, caso contrario, poderíamos ter graves problemas, tais como necrose ou perda de tecidos. Esta cicatriz também fica escondida no interior da mucosa.

O pós-operatório é longo e, em algumas ocasiões, o lábio pode continuar volumoso, só que desta vez a origem deve ser a fibrose ocasionada pela nova cicatriz interna, que cede facilmente à infiltrações de corticóides.

 

   
Temas frecuentes en Cirugía plástica, estética y reparadora
Rinoplastia - Aumento de peito - Lipoescultura - Pálpebras - Estiramento cérvico-facial - Aumento de lábios
Orelhas de abano - Ginecomastia - Anestesia - Estética sem cirurgia - Diário de uma operação
 
Início | Contacto | Conselho Editorial | Links | Informação Legal-Privacidade | Busca
  Solicite consulta de segunda a sexta, de 10h a 14h e de 16h a 20h. pelos telefones:
  CLÍNICA DE MADRID: 91 309 29 06 / Cl. Don Ramón de la Cruz, 33 - 1º Derecha. 28001 Madrid - Espanha
CLÍNICA DE VIGO: 986 43 22 34 / Plaza de Compostela, 23 -1º D. 36201 Vigo - Espanha

  © Dr. Pedro Arquero - Clínica Cirurgia Plástica, Estética e Reparadora
  Última atualização